Renovação de matrícula nas escolas estaduais termina nesta quinta-feira

índice

 

Os estudantes da rede estadual, que quiserem garantir a vaga nas escolas onde estudam, têm até esta quinta-feira (30) para fazer a renovação de matrícula para o ano letivo de 2018.  O processo pode ser realizado pela internet, através do Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br), ou diretamente na unidade escolar onde o aluno está matriculado, tem frequência regular e está concluindo o ano letivo de 2017.

Para a renovação, o estudante deverá recolher a carta de renovação na secretaria da escola onde estuda, sinalizar a intenção ou não de permanecer na unidade escolar onde está matriculado e devolver o documento para a escola. No caso de menores de 16 anos, é necessário que os pais ou responsáveis sinalizem a permanência ou não do aluno na escola e assinem o documento para a devolução. A outra opção é o estudante ou responsáveis (no caso de menos de 16 anos) utilizarem o código disponível na carta para acessar o sistema e renovar a matrícula pela internet.

Vaga garantida – O coordenador da matrícula da Secretaria da Educação do Estado, Marcus Machado, fala sobre a importância do processo de renovação da matrícula. “A renovação é que vai garantir a vaga do aluno na mesma escola e no mesmo turno em que cursou em 2017. O estudante que não renovar a sua matrícula, não terá a vaga garantida na mesma unidade escolar e no mesmo turno para o ano seguinte, porém, de posse da carta que ele já recebeu da escola, utilizando o código contido no documento, ele poderá fazer a matrícula no dia 16 de janeiro, que é a data destinada à transferência dos alunos da rede estadual. Portanto, a renovação é importante porque se trata do momento em que a escola vai identificar o interesse do estudante em permanecer naquela unidade em que está matriculado”, destacou.

A matrícula para os alunos novos ou para os alunos da rede que irão mudar de escola acontecerá em janeiro de 2018.

Começam nesta terça-feira as inscrições para o concurso público para professores e coordenadores pedagógicos do Estado

índice

Começam, nesta terça-feira (14), as inscrições para o concurso público para professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual de ensino, promovido pelo Governo do Estado da Bahia, por meio das Secretarias da Educação e Administração. São 3.760 vagas, sendo 3.096 para professores e 664 para coordenadores pedagógicos. As inscrições prosseguem até o dia 12 de dezembro, custam R$ 100 para ambos os cargos, e serão feitas exclusivamente, via internet, pelo site da Fundação Carlos Chagas, empresa responsável pela aplicação das provas (www.concursosfcc.com.br).

O secretário Walter Pinheiro disse que o concurso será para 40 horas semanais e representa uma das ações estratégias que vêm sendo adotadas pelo Estado para fortalecer o eixo pedagógico nas escolas estaduais. “Este concurso vem sendo esperado há muito tempo pelos educadores e o governador Rui Costa, mesmo diante da situação econômica do país, tomou esta decisão que fortalece o eixo pedagógico das escolas e, consequentemente, a nossa qualidade do ensino”, afirmou Pinheiro, ao destacar que a iniciativa vai potencializando a oferta da Educação em Tempo Integral na rede. “A nossa meta é caminhar para uma escola que funcione o dia todo, com atividades culturais e cursos profissionalizantes. Daí a importância de termos professores com uma carga horária de 40 horas de dedicação à escola, bem como a presença do coordenador pedagógico em todas as unidades da rede estadual”, afirmou.

Oferta – As vagas para professores são para diversas áreas do conhecimento, como por exemplo, os com licenciaturas em Ciência Biológicas, Ciências Naturais, Ciências Humanas, Ciências da Sociedade, Filosofia, Artes, Educação Física, História, Artes, licenciatura interdisciplinar em Linguagens e Códigos e suas Tecnologias, Matemática ou licenciatura interdisciplinar em Matemática e Computação e suas Tecnologias, habilitação em Química oriundo de curso superior. Para coordenador pedagógico, é preciso ter curso de Pedagogia. Tanto para professor quanto para coordenador pedagógico é exigido diploma registrado de conclusão de curso superior de graduação, conforme estabelecido no edital, devidamente registrado, fornecido por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Remuneração – Para o cargo de professor padrão P, grau IA, a remuneração inicial é constituída pelo vencimento básico no valor de R$ 2.145,36, acrescido de Gratificação de Estímulo às Atividades de Classe, no percentual de 31,18% incidente sobre o vencimento básico, no valor de R$ 668,92, perfazendo um total de  2.814,28. Para o cargo de Coordenador Pedagógico, Padrão P,  grau IA, a remuneração inicial é constituída pelo vencimento básico no valor de R$ 2.145,36, acrescido de Gratificação por Condições Especiais de Trabalho, no percentual de 34,75%, incidente sobre o vencimento básico, no valor de R$ 745,51, totalizando R$ 2.890,87.

Aplicação das Provas – O concurso terá três etapas. As provas objetivas (1ª etapa) e discursivas (2º etapa) serão aplicadas no dia 25/02/2018, para todos os cargos, no período da manhã, nas cidades de Alagoinhas, Amargosa, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Caetité, Eunápolis, Feira de Santana, Ipirá, Irecê, Itaberaba, Itabuna, Itapetinga, Jacobina, Juazeiro, Jequié, Macaúbas, Paulo Afonso, Ribeira do Pombal, Salvador, Santa Maria da Vitória, Seabra, Serrinha, Santo Antônio de Jesus, Senhor do Bonfim, Teixeira de Freitas, Valença e Vitória da Conquista. Somente será corrigida a prova discursiva dos candidatos habilitados e melhores classificados nas provas objetivas. A terceira etapa é a prova de títulos, para fins de pontuação dos candidatos habilitados na prova discursiva.

Acesse o edital completo no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br)

Secretaria da Educação do Estado realiza matrícula para os cursos do PRONATEC

 

 

 

índice

 

A Secretaria da Educação do Estado realiza, até sexta-feira (17), a matrícula para os cursos de qualificação pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC). Foram ofertadas 2.455 vagas para a capital e interior do Estado.  Para fazer a matrícula, os contemplados, via sorteio eletrônico, devem se dirigir aos Centros de Educação Profissional ou unidades compartilhadas  da rede estadual para os quais se inscreveram.

No ato da matrícula serão exigidas cópias de CPF, RG, comprovante de residência, atestado de escolaridade ou histórico escolar e comprovante de conta corrente de qualquer banco ou conta fácil do Banco do Brasil, aberta em nome do estudante. O programa prevê o pagamento de auxílio transporte e alimentação de R$ 15 por dia frequente, sendo realizado o cálculo ao final de cada mês. A aula inaugural está programada para o dia 20 de novembro.

Os cursos, da modalidade Formação Inicial e Continuada (FIC), são voltados para estudantes dos Ensinos Fundamental I e II (completo e incompleto) e Médio (completo e incompleto), além de pessoas que já fizeram outros cursos pelo PRONATEC, a exemplo de trabalhadores e mulheres em estado de vulnerabilidade.

As vagas estão distribuídas nos Centros de Educação Profissional e unidades compartilhas da rede estadual localizados nas cidades de Capim Grosso, Ipirá, Riachão do Jacuípe, Gandu, Valença, Ilhéus, Itabuna, Camaçari, Candeias, Dias D´avila, Itaparica, Lauro de Freitas, Mata de São João, Pojuca, Salvador, Juazeiro, São Domingos, Serrinha e Bom Jesus da Lapa.

Estudantes irão expor 94 obras de artes visuais na Arena Fonte Nova

índice

 

As experiências criativas dos estudantes da rede estadual retratadas em 94 obras estarão expostas na 9ª Mostra de Artes Visuais Estudantis (AVE), dentro do 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual, de 21 a 23/11, na Arena Fonte Nova, em Salvador. O Encontro será aberto ao público, das 8h às 18h, e reunirá, ao todo, mais de 4 mil estudantes dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), que irão apresentar, ainda, projetos de ciência, esporte, cultura, empreendedorismo, inovação, tecnologia e de intervenções sociais.

Pelo AVE, o público visitante poderá conferir quadros, através dos quais os alunos revelam a sua percepção de mundo – seja pela vida cultural, social, política ou religiosa – que os cerca. Este projeto tem o objetivo de estimular a criação de obras de artes visuais nos contextos escolares, assim como a va­lo­ri­zação das ex­pres­sões cul­tu­rais re­gi­o­nais, visando a am­pli­ação do co­nhe­ci­mento. Os estudantes que irão expor no Encontro Estudantil passaram por seletivas escolares e territoriais, durante o ano letivo de 2016.

A coordenadora de Projetos Intersetoriais da Secretaria da Educação do Estado, Nide Nobre, destaca o valor das obras finalistas do AVE. “Os nossos artistas apresentam autorretratos de sua vida estudantil, bem como revelam sua visão de mundo sobre tudo ao seu redor. Não há nada na natureza e na sociedade que escape da sensibilidade deles e eles apreendem o mundo em em preto e branco e em traços coloridos, mostrando a multidisciplinaridade da vida cultura e artística em pinturas que realçam temas diversos”.

Temáticas – Por caminhos distintos e usos de técnicas variadas, acrescenta a coordenadora, os estudantes, independente da linguagem artística, abordam a complexidade e a diversidade da vida cultural, retratando a beleza do mundo oriunda da natureza (o mar, os rios, o sol, as matas, as flores, as aves, as borboletas) e do cotidiano da vida social, das expressões de lugares reais e imaginários, do ambiente escolar e do mundo do conhecimento e das expressões e manifestações culturais (negros, índios, mestiços, mulher, corpo e sedução).

 

Temas como a seca do Nordeste; o desmatamento; a violência contra a mulher, a temporalidade como expressão de vida; as diferenças sociais; a importância da leitura e a liberdade, em uma releitura nas artes visuais de Navio Negreiro, em comemoração aos 170 anos de Castro Alves, entre outros tantos, estarão estampados nos quadros de autoria dos estudantes, no Nivel 6 da Arena, durante o encontro.

 

Artes visuais – Criado em 2008, o Artes Vi­suais Es­tu­dantis (AVE) trata de um pro­jeto pi­o­neiro da Secretaria da Educação do Estado, de ca­ráter edu­ca­tivo, ar­tís­tico e cul­tural, en­volvendo es­tu­dantes do 6º ano do En­sino Fun­da­mental ao 3º ano do En­sino Médio e equi­va­lentes (Edu­cação de Jo­vens e Adultos – EJA, En­sino Normal e Tec­no­ló­gico) da rede es­ta­dual, além de pro­fes­sores de Língua Por­tu­guesa, Arte e dis­ci­plinas afins, co­or­de­na­dores pe­da­gó­gicos, di­re­tores das es­colas e dos Nú­cleos Ter­ri­to­riais de Edu­cação (NTE) e téc­nicos da Se­cre­taria.

Secretaria da Educação do Estado inscreve para curso de qualificação voltado para indígenas tupinambás

 

 

índice

Pela primeira vez, os povos indígenas da etnia Tupinambá serão beneficiados com cursos de qualificação profissional ministrados na própria aldeia onde eles moram. A Secretaria da Educação do Estado formará uma turma, com 30 vagas, para o curso de Agente de Recepção e Reservas em Meios de Hospedagem, para a modalidade Formação Inicial e Continuada (FIC), através do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC).

As aulas serão realizadas no Colégio Indígena Tupinambá de Acupe de Baixo, localizado na Aldeia Indígena, em Ilhéus, na região Sul da Bahia. As vagas são dirigidas para estudantes, com idade mínima de 15 anos, do Ensino Fundamental II completo (6º ao 9º). A inscrição deve ser feita, até quarta-feira (8) pelo Portal da Educação, através do link: (www.educacao.ba.gov.br) e o preenchimento das vagas acontecerá mediante sorteio eletrônico, que será realizado no dia 10 de novembro.

O coordenador estadual de Educação Escolar Indígena, Rafael Truká, acredita que os benefícios de uma ação como esta vão além da inserção dos jovens indígenas no mundo do trabalho. “Essas competências permitirão aos indígenas gerir projetos locais de acordo com o projeto político societário de suas comunidades”, afirmou.

Outros cursos – Ao todo, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia está com inscrições abertas, até está quarta-feira (8), para 2.455 vagas de cursos de qualificação pelo PRONATEC, para a capital e interior do Estado. Dentre os cursos ofertados estão os de programador WEB, cuidador de idoso, microempreendedor individual, mestre de obras, instalador e reparador de redes de computadores, agente cultural, recreador cultural, organizador de eventos, auxiliar de laboratório de saúde, agente de recepção e reservas em meios de hospedagem, espanhol aplicado a serviços turísticos, inglês intermediário, confeiteiro, editor de vídeo, assistente financeiro, fotógrafo, maquiador e recepcionista.

Os cursos, da modalidade Formação Inicial e Continuada (FIC), são voltados para estudantes dos Ensinos Fundamental I e II (completo e incompleto) e Médio (completo e incompleto), além de pessoas que já fizeram outros cursos pelo PRONATEC, a exemplo de trabalhadores e mulheres em estado de vulnerabilidade.

As vagas estão distribuídas nos Centros de Educação Profissional e unidades compartilhas da rede estadual localizados nas cidades de Capim Grosso, Ipirá, Riachão do Jacuípe, Gandu, Valença, Ilhéus, Itabuna, Camaçari, Candeias, Dias D´avila, Itaparica, Lauro de Freitas, Mata de São João, Pojuca, Salvador, Juazeiro, São Domingos, Serrinha e Bom Jesus da Lapa. Será realizado sorteio eletrônico, no dia 10 de novembro, de acordo com o número de vagas ofertadas nas unidades da rede. O resultado será divulgado no mesmo dia no Portal da Educação.

Matrícula – A matrícula será realizada no período de 13 a 17 de novembro, na unidade de ensino para o qual o estudante se inscreveu e concorreu à vaga. No ato da matrícula serão exigidas cópias de CPF, RG, comprovante de residência, atestado de escolaridade ou histórico escolar e comprovante de conta corrente de qualquer banco ou conta fácil do Banco do Brasil, aberta em nome do estudante. O programa prevê o pagamento de auxílio transporte e alimentação de R$ 15 por dia frequente, sendo realizado o cálculo ao final de cada mês. As aulas inaugurais serão no dia 20 de novembro nas unidades ofertantes.

Estudantes e educadores dialogam sobre empoderamento negro e combate ao racismo

índice

 

Com o objetivo de discutir temáticas como empoderamento negro e como a Educação para as Relações Etnicorraciais impactam no currículo e no Projeto Político Pedagógico (PPP) das escolas, a Secretaria da Educação do Estado, está promovendo, nestas terça e quarta-feira (8 e 9), no auditório da instituição, o III Colóquio para a Diversidade, com o tema “Currículo e equidade: um diálogo necessário”. A iniciativa faz parte das ações alusivas ao Agosto da Igualdade.

Durante a mesa temática, também foram abordadas questões como a Lei 10.639/03 e o enfrentamento ao racismo institucional. Os grupos de dança e de percussão Kaiodê, formado por estudantes do Colégio Estadual Sete de Setembro, localizado no Subúrbio Ferroviário de Salvador, animaram o encontro com apresentações de dança afro e declamação de poesia.

A professora da rede estadual, mestre em Educação e Contemporaneidade pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Deyse Luciano Santos, fez parte da mesa e afirmou que “a proposta diz respeito às questões de gênero e afrodescendência que estão tão presentes em sala de aula e que precisam ser tocadas com muita sensibilidade”, afirma a educadora.

De acordo com a coordenadora de Educação para Diversidade da Secretaria da Educação do Estado, Erica Capinan, as discussões são essenciais. “Este colóquio colabora para o enfrentamento a práticas racistas e preconceituosas e ao mesmo tempo que visam a valorização da população negra”, destaca.

O estudante Tarcísio da Silveira, 16, 1º ano, se apresentou com os colegas tocando o instrumento surdo e diz que “é muito bom mostrar o nosso talento através de um trabalho desenvolvido na escola”. Evelyn Gonçalves, 15, 2º ano, ressalta o significado da dança para a afirmação da sua identidade. “Muitas pessoas descriminam a dança afro por ter pessoas negras dançando e nós queremos combater isso através de nossa arte”, diz.

O colóquio também contou com a participação da professora doutora em Educação, Silvana da Silva, da professora e pedagoga, Rosângela Correia, e do gestor do Colégio Estadual Sete de Setembro, Diógenes Ribeiro da Silva.

Secretaria da Educação do Estado inicia a renovação da matrícula para o ano letivo de 2018 Flavia Maciel Paulo dos Anjos seg 06/11, 16:19 Secretaria da Educação do Estado inicia a renovação da matrícula para o ano letivo de 2018

índice

 

A renovação da matrícula, para o ano letivo de 2018, dos estudantes que estão matriculados e com frequência regular nas escolas da rede estadual de ensino, teve início nesta segunda-feira (6), em todo o Estado. O processo, que segue até o dia 30, é realizado pela internet, por meio do Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br), ou diretamente na unidade escolar onde o aluno está concluindo o ano letivo de 2017.

Para a renovação, o estudante deverá recolher a carta de renovação na secretaria da escola onde estuda, sinalizar a intenção ou não de permanecer na unidade escolar onde está matriculado e devolver o documento para a escola. No caso de menores de 16 anos, é necessário que os pais ou responsáveis sinalizem a permanência ou não do aluno na escola e assinem o documento para a devolução. A outra opção é o estudante ou responsáveis (no caso de menos de 16 anos) utilizarem o código disponível na carta para acessar o sistema e renovar a matrícula pela internet.

No Colégio Estadual Mestre Paulo dos Anjos, no Bairro da Paz, pais de alunos de menores de 16 anos se mostravam ansiosos por garantir a vaga de seus filhos para o ano letivo em 2018 na mesma unidade escolar. “Não gosto de deixar nada para a última hora, quis vir logo para ficar tranquila. E como eu e o pai acompanhamos sempre a vida escolar de nossa filha, na renovação da matrícula não seria diferente. Estamos aqui contribuindo com tudo que for importante para o crescimento dela”, afirma Daniela Maria Jesus. A filha, Caroline de Jesus Silva, 16, também fala sobre o assunto: “É uma preocupação a menos, por isso a gente quis fazer logo a minha renovação. Ano que vem estarei no 2º ano do Ensino Médio e isto é gratificante para mim e toda a minha família”.

Vancleide Matos, ex-aluna do Colégio Estadual Bolivar Santana, na Paralela, e mãe da estudante Brenda Vitória Cerqueira, 13, 7º ano, também chegou cedo na unidade escolar. “Tenho sempre a preocupação de garantir a vaga da minha filha neste colégio, que é onde eu e minhas irmãs estudaram e sei que tem um bom ensino”. Brenda, que estava acompanhada da mãe para fazer a renovação, também comenta: “Eu fico mais aliviada em fazer logo a renovação porque terei a certeza de que a minha vaga está garantida para 2018”.

O vice-diretor do Paulo dos Anjos, Fernando Lima, faz um chamamento aos estudantes e pais de alunos: “É importante que todos adiantem o processo de renovação da matrícula porque, quanto mais rápido o fizermos, mais cedo saberemos o quantitativo de alunos da casa permanecerão e, assim, saberemos quantas vagas serão disponibilizadas para os que desejam ingressar no nosso colégio”.

 

Vaga garantida – O coordenador da matrícula da Secretaria da Educação do Estado, Marcus Machado, fala sobre a importância do processo de renovação da matrícula. “A renovação é que vai garantir a vaga do aluno na mesma escola e no mesmo turno em que cursou em 2017. O estudante que não renovar a sua matrícula, não terá a vaga garantida na mesma unidade escolar e no mesmo turno para o ano seguinte, porém, de posse da carta que ele já recebeu da escola, utilizando o código contido no documento, ele poderá fazer a matrícula no dia 16 de janeiro, que é a data destinada à transferência dos alunos da rede estadual. Portanto, a renovação é importante porque se trata do momento em que a escola vai identificar o interesse do estudante em permanecer naquela unidade em que está matriculado”, destacou.

 

Educação Especial – Pela primeira vez, a Secretaria da Educação irá realizar pré-matrícula para o público alvo da Educação Especial, ou seja, estudantes com necessidade educacional especial (com deficiência, transtorno global do desenvolvimento e/ou altas habilidades/superdotação), com ou sem diagnóstico comprovado, que não concluíram o ano letivo 2017 nas escolas estaduais e desejem ingressar ou regressar à rede estadual de ensino no ano letivo de 2018. Esta pré-matrícula, agendada para os dias 13 e 14/11, acontecerá apenas pela internet, através do Portal da Educação.

Secretaria da Educação promove o 5º Encontro Estudantil na Arena Fonte Nova

índice

 

Mais de 30 mil estudantes da rede estadual de ensino deverão participar do 5º Encontro Estudantil: ciência, arte, esporte e cultura, de 21 a 23 de novembro, na Arena Fonte Nova, em Salvador. Vindos de todas as regiões do Estado, cerca de quatro mil estudantes criadores irão expor produções científicas, artísticas, esportivas e culturais desenvolvidas durante o ano letivo 2016 nas escolas. A abertura oficial será realizada no dia 21, às 9h, no Salão das Artes (Nível 6). O encontro será aberto para a visitação pública, das 8h30 às 18h.

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, disse que o Encontro Estudantil reflete as políticas públicas implementadas pelo Governo do Estado da Bahia, que contribuem para uma escola mais dinâmica. “O Estado vem investindo pelo fortalecimento pedagógico nas escolas e o Encontro Estudantil é um reflexo destas ações, que promovem o protagonismo dos nossos estudantes, por meio dos projetos capitaneados pelos professores em sala de aula”, afirmou.

Durante estes três dias, o principal palco do futebol da Bahia abre espaço para a música, as artes visuais, a literatura, o cinema, o patrimônio, os esportes, a dança, as ciências, a matemática, a educação profissional e tecnológica, para a educação de jovens e adultos, a inovação, o empreendedorismo e a tecnologia, entre muitas outras ações formativas e educativas, por meio de projetos estruturantes desenvolvidos nos contextos escolares.

Os estudantes criadores dos distintos projetos artísticos que participarão dos cursos preparatórios, acompanhados de professores e coordenadores, começam a chegar à capital baiana no dia 16 de novembro, quando os estudantes iniciam a participação em diversas oficinas, como literatura, canto e expressão corporal. As ações são preparativas para as apresentações das finais de cada projeto que ocuparão os níveis 3, 4, 5 e 6 da Arena Fonte Nova, além de atividades de preparação em estúdios, hotéis e em campo para a apropriação do conhecimento.

Projetos – O Encontro envolverá os seguintes projetos: Festival Anual da Canção Estudantil (FACE), Artes Visuais Estudantis (AVE), Tempos de Arte Literária (TAL), Educação Patrimonial e Artística (EPA), Produção de Vídeos Estudantis (PROVE), Mostra de Dança Estudantil (DANCE), Encontro de corais (ENCANTE), Festival Estudantil de Teatro (FESTE) e a Feira de Empreendedorismo, Ciência e Inovação da Bahia (FECIBA). O evento também contará com os festivais de judô, xadrez, capoeira e Rugbyb, além de basquetebol especial, voleibol, futsal, handebol, basquete e vôlei, dos Jogos Estudantis da Rede Pública (JERP).

O encontro contará, ainda, com a Feira de Tecnologias Sociais da rede Estadual de Educação Profissional e Tecnológica da Bahia: território e intervenção social e com o Espaço Professor/Empreeendedor.  A atividade inclui a tenda digital, além de Simulador de Voo e da Caixa Preta, do Centro Juvenil de Ciência e Cultura.

Na programação, ainda, constam o segundo Encontro Estadual de Líderes de Classe, Exposição dos 10 anos do programa Todos pela Alfabetização (TOPA), contação de histórias e Transmissão do evento, ao vivo, para os estudantes das telesalas de aula do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC). A atividade marcará os lançamentos da Plataforma Anísio Teixeira e do Programa ‘Nas Ondas da Rede’ da Rádio Anísio Teixeira, a realização de palestras sobre a vida e obra de Anísio Teixeira, bem como de apresentações sobre o Instituto Anísio Teixeira e centros de formação de profissionais da Educação do país.

Governo do Estado concede acréscimo de 20% na gratificação dos diretores escolares