Começa nesta terça-feira 16 a matrícula da rede estadual de ensino

índice

 

 Atenção estudante da rede estadual de ensino. A matrícula para o ano letivo de 2018 será iniciada nesta terça-feira (16/1) e seguirá até o dia 23 de janeiro. A matrícula poderá ser feita em qualquer colégio estadual ou via internet para os estudantes da rede estadual que vão mudar de escola e para os oriundos das redes municipais de Salvador e de mais 29 municípios baianos (veja abaixo). Neste caso, deve-se utilizar o código de matrícula recebido na sua escola de origem e acessar o endereço www.educacao.ba.gov.br/matricula. As aulas terão início no dia 19 de fevereiro.

O primeiro dia de matrícula (16/1) é direcionado à transferência de estudantes da rede estadual nas seguintes situações: a escola de origem não oferece a série subsequente; não renovou a matrícula no período determinado ou mudança de domicílio. Nos dias 17 e 18/1, a matrícula é destinada aos concluintes do 5º ano e do 9º ano do Ensino Fundamental regularmente matriculados nas redes públicas municipais, no ano letivo de 2017, cujas escolas não oferecem a série subsequente.

Na sexta-feira (19), a matrícula será para os estudantes novos do Ensino Fundamental e suas modalidades (cursos de qualificação tecnológica; Jovens e Adultos – EJA; Inclusiva e Indígena). Já nos dias 22 e 23/1, será a vez dos novos alunos do Ensino Médio e suas modalidades (Profissional e Tecnológica; Jovens e Adultos – EJA; Inclusiva e Indígena). Os dias 25, 26 e 29/1 serão reservados para a confirmação da matrícula do público alvo da Educação Inclusiva que realizou a pré-matrícula em novembro de 2017. Nestes dias, os alunos deverão apresentar os documentos na unidade escolar para a qual foi pré-matriculado.

Além de Salvador, outros municípios estarão aptos à matrícula via internet. São estes: Barra, Barreiras, Barro Preto, Barrocas, Camaçari, Catu, Dias D´Ávila, Encruzilhada, Esplanada, Euclides da Cunha, Eunápolis, Feira de Santana, Gongogí, Ipirá, Irecê, Itaberaba, Itamaraju, Jequié, Lamarão, Lauro de Freitas, Luís Eduardo Magalhães, Macaúbas, Madre de Deus, Porto Seguro, Rio Real,  Santa Maria da Vitória, Simões Filho, Teixeira de Freitas e Vitória da Conquista.

Documentos necessários – Na matrícula é preciso apresentar os seguintes documentos: original do Histórico Escolar ou Atestado de Escolaridade, firmado pela direção da unidade escolar (deve ser substituído pelo Histórico Escolar em até 30 dias); original e cópia da Carteira de Identidade (RG) ou Certidão de Registro Civil ou; original e cópia do CPF, original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, dentre outros) e o código do SETPS (constante no Salvador Card) para as escolas do município de Salvador.

Confira o cronograma de matrícula:

16/1

-Transferência para os estudantes matriculados na rede estadual, com frequência regular no ano letivo de 2017, ao qual se aplique uma das seguintes situações: a escola não oferece a série subsequente; não renovou sua matricula; e mudou de domicílio.

17 e 18/1

-Matrícula de concluintes das séries iniciais e finais do Ensino Fundamental para os estudantes regularmente matriculados nas redes públicas municipais, no ano letivo de 2017, cujas escolas não oferecem a série subsequente.

19/1

-Matrícula dos estudantes novos do Ensino Fundamental e suas modalidades (cursos de qualificação tecnológica; Jovens e Adultos – EJA; Inclusiva e Indígena).

22 e 23/1

-Matrícula dos estudantes do Ensino Médio e suas modalidades (Profissional e Tecnológica; Jovens e Adultos – EJA; Inclusiva e Indígena).

25, 26 e 29/1

-Confirmação de matrícula do público alvo da Educação Inclusiva que realizou a pré-matrícula em novembro de 2017.

Educadores participam de curso para implantação dos Escritórios Criativos nos Centros de Educação Profissional

índice

 

Com a finalidade de implantar 30 Escritórios Criativos nos Centros de Educação Profissional e Tecnológica, os vice-diretores articuladores do mundo do trabalho dos Centros de Formação Profissional e Tecnológica estão participando do curso “A Educação Profissional e Tecnológica (EPTEC) e os arranjos produtivos territoriais”. A iniciativa busca capacitar os educadores para atuarem no projeto, cuja proposta é integrar os cursos da Educação Profissional e Tecnológica nos 27 Territórios de Identidade da Bahia. A ação é realizada pela Secretaria da Educação do Estado, em parceria com o Instituto de Assessoria para o Desenvolvimento Humano (IADH).

O superintendente da Educação Profissional e Tecnológica da Secretaria da Educação, Durval Libânio, fala do processo de implantação dos Escritórios Criativos. “Essa capacitação faz parte de diversas atividades que estão sendo promovidas para a implantação dos Escritórios Criativos. Também teremos a rede de competências, que será um sistema para informar sobre os profissionais especializados nas universidades que poderão auxiliar no desenvolvimento de soluções para demandas surgidas pelos estudantes ou pequenos agricultores da região. Até o final de janeiro iniciaremos as reuniões para determinar o planejamento para cada localidade, visando o fomento e o apoio aos arranjos produtivos territoriais, conforme a economia, a sociedade, a cultura e o meio ambiente da região”, destaca.

Durval explica, ainda, como os Escritórios Criativos vão funcionar: “A ideia é a equipe ser formada pelo orientador junto a profissionais originados dos programas Primeiro Emprego, Mais Futuro e #partiuestágio. Eles vão auxiliar os interessados a resolverem problemas, como por exemplo a criação de uma marca para o produto de um pequeno agricultor. Caso precisem, eles entram em contato com especialistas nas universidades, que serão remunerados para ajudar no trabalho. O objetivo é dentro de cada escritório criar uma Empresa Júnior para integrar a Rede Baiana de Empresas Júnior, nos possibilitando parcerias, como a do Serviços em Inovação e Tecnologia – Sebraetec”, conta.

Capacitação - O curso, realizado através da Educação à Distância (EaD), possui carga horária de 80 horas e tem previsão de término em abril. A atividade acontece em dois blocos, sendo o primeiro com quatro módulos, correspondente ao curso básico, e o segundo, com dois módulos complementares e os ciclos de assessoria presencial, correspondente ao curso intermediário. Os temas são contínuos e complementares, de forma que os participantes aprendam à medida que produzem resultados concretos com base nas reflexões e experiências sobre a realidade prática vivenciada nos Centros de Formação Profissional e Tecnológica.

Matrícula 2018 da rede estadual começa na próxima semana

índice

 

 A matrícula escolar na rede estadual começa no próximo dia 16 e prossegue até 29 de janeiro para toda a Educação Básica e suas modalidades: Profissional e Tecnológica; Jovens e Adultos (EJA); Inclusiva e Indígena. A matrícula poderá ser feita em qualquer colégio estadual (independentemente de ser a unidade que o estudante pretende estudar) e via internet para os estudantes da rede estadual que vão mudar de escola e para os alunos oriundos das redes municipais de Salvador e de mais 30 municípios baianos (veja a lista abaixo). Para isso, é preciso utilizar o código de matrícula que receberam nas suas escolas de origem e acessar o Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br).  O ano letivo de 2018 terá início no dia 19 de fevereiro.

De acordo com o cronograma da Secretaria da Educação do Estado, o primeiro dia de matrícula (16/1) é direcionado à transferência de estudantes da rede estadual nas seguintes situações: a escola de origem não oferece a série subsequente; não renovou a matrícula no período determinado ou mudança de domicílio. Nos dias 17 e 18/1, a matrícula é destinada aos concluintes do 5º ano e do 9º ano do Ensino Fundamental regularmente matriculados nas redes públicas municipais, no ano letivo de 2017, cujas escolas não oferecem a série subsequente.

Já no dia 19/1, a matrícula será para os estudantes novos do Ensino Fundamental e suas modalidades (cursos de qualificação tecnológica; Jovens e Adultos – EJA; Inclusiva e Indígena). Nos dias 22 e 23/1 será a vez dos novos alunos do Ensino Médio e suas modalidades (Profissional e Tecnológica; Jovens e Adultos – EJA; Inclusiva e Indígena).

 

Educação Inclusiva – Já os dias 25, 26 e 29/1 serão reservados para a confirmação da matrícula do público alvo da Educação Inclusiva que realizou a pré-matrícula em novembro de 2017. Nestes dias, os alunos deverão apresentar os documentos na unidade escolar para a qual foi pré-matriculado.

A diretora de Atendimento da Rede Escolar da Secretaria da Educação do Estado, Eliana Carvalho, destaca que a rede estadual possui capacidade física estruturada para atender a todos os alunos que pretendem estudar nas suas 1.282 unidades escolares. “A rede estadual do Estado da Bahia é uma das pioneiras na realização de matrícula escolar pela internet e isto proporciona uma redução ou inexistência de filas. Então, acredito que este ano, mais uma vez, conduziremos o processo de uma forma bem tranquila, atendendo a todos que nos procurarem”.

Além de Salvador, outros municípios estarão aptos à matrícula via internet. São estes: Barra, Barreiras, Barro Preto, Barrocas, Camaçari, Catu, Dias D´Ávila, Encruzilhada, Esplanada, Euclides da Cunha, Eunápolis, Feira de Santana, Gongogi, Ipirá, Irecê, Itaberaba, Itamaraju, Jequié, Lamarão, Lauro de Freitas, Luís Eduardo Magalhães, Macaúbas, Madre de Deus, Porto Seguro, Rio Real,  Santa Maria da Vitória, Simões Filho, Teixeira de Freitas e Vitória da Conquista.

Documentos necessários – Para a matrícula é preciso apresentar os seguintes documentos: original do Histórico Escolar ou Atestado de Escolaridade, firmado pela direção da unidade escolar (deve ser substituído pelo Histórico Escolar em até 30 dias); original e cópia da Carteira de Identidade (RG) ou Certidão de Registro Civil ou; original e cópia do CPF, original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, dentre outros) e o código do SETPS (constante no Salvador Card) para as escolas do município de Salvador.

 

Cronograma de matrícula da rede estadual

16/1

- Transferência para os estudantes matriculados na rede estadual, com frequência regular no ano letivo de 2017, ao qual se aplique uma das seguintes situações: a escola não oferece a série subsequente; não renovou sua matricula; e mudou de domicílio.

 

17 e 18/1

- Matrícula de concluintes das séries iniciais e finais do Ensino Fundamental para os estudantes regularmente matriculados nas redes públicas municipais, no ano letivo de 2017, cujas escolas não oferecem a série subsequente.

- Matrícula nova para ingresso do candidato em unidade escolar da rede estadual em qualquer série para os Ensinos Fundamental e Médio, atendendo, sobretudo, às diversas modalidades de oferta, incluindo a matrícula para a Educação Profissional (cursos técnicos de nível médio, cursos de qualificação integrados à Educação de Jovens e Adultos – níveis Fundamental e Médio).

 

19/1

- Matrícula dos estudantes novos do Ensino Fundamental e suas modalidades (cursos de qualificação tecnológica; Jovens e Adultos – EJA; Inclusiva e Indígena).

 

22 e 23/1

- Matrícula dos estudantes do Ensino Médio e suas modalidades (Profissional e Tecnológica; Jovens e Adultos – EJA; Inclusiva e Indígena).

 

25, 26 e 29/1

– Confirmação de matrícula do público alvo da Educação Inclusiva que realizou a pré-matrícula em novembro de 2017.

Renovação de matrícula nas escolas estaduais termina nesta quinta-feira

índice

 

Os estudantes da rede estadual, que quiserem garantir a vaga nas escolas onde estudam, têm até esta quinta-feira (30) para fazer a renovação de matrícula para o ano letivo de 2018.  O processo pode ser realizado pela internet, através do Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br), ou diretamente na unidade escolar onde o aluno está matriculado, tem frequência regular e está concluindo o ano letivo de 2017.

Para a renovação, o estudante deverá recolher a carta de renovação na secretaria da escola onde estuda, sinalizar a intenção ou não de permanecer na unidade escolar onde está matriculado e devolver o documento para a escola. No caso de menores de 16 anos, é necessário que os pais ou responsáveis sinalizem a permanência ou não do aluno na escola e assinem o documento para a devolução. A outra opção é o estudante ou responsáveis (no caso de menos de 16 anos) utilizarem o código disponível na carta para acessar o sistema e renovar a matrícula pela internet.

Vaga garantida – O coordenador da matrícula da Secretaria da Educação do Estado, Marcus Machado, fala sobre a importância do processo de renovação da matrícula. “A renovação é que vai garantir a vaga do aluno na mesma escola e no mesmo turno em que cursou em 2017. O estudante que não renovar a sua matrícula, não terá a vaga garantida na mesma unidade escolar e no mesmo turno para o ano seguinte, porém, de posse da carta que ele já recebeu da escola, utilizando o código contido no documento, ele poderá fazer a matrícula no dia 16 de janeiro, que é a data destinada à transferência dos alunos da rede estadual. Portanto, a renovação é importante porque se trata do momento em que a escola vai identificar o interesse do estudante em permanecer naquela unidade em que está matriculado”, destacou.

A matrícula para os alunos novos ou para os alunos da rede que irão mudar de escola acontecerá em janeiro de 2018.

Começam nesta terça-feira as inscrições para o concurso público para professores e coordenadores pedagógicos do Estado

índice

Começam, nesta terça-feira (14), as inscrições para o concurso público para professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual de ensino, promovido pelo Governo do Estado da Bahia, por meio das Secretarias da Educação e Administração. São 3.760 vagas, sendo 3.096 para professores e 664 para coordenadores pedagógicos. As inscrições prosseguem até o dia 12 de dezembro, custam R$ 100 para ambos os cargos, e serão feitas exclusivamente, via internet, pelo site da Fundação Carlos Chagas, empresa responsável pela aplicação das provas (www.concursosfcc.com.br).

O secretário Walter Pinheiro disse que o concurso será para 40 horas semanais e representa uma das ações estratégias que vêm sendo adotadas pelo Estado para fortalecer o eixo pedagógico nas escolas estaduais. “Este concurso vem sendo esperado há muito tempo pelos educadores e o governador Rui Costa, mesmo diante da situação econômica do país, tomou esta decisão que fortalece o eixo pedagógico das escolas e, consequentemente, a nossa qualidade do ensino”, afirmou Pinheiro, ao destacar que a iniciativa vai potencializando a oferta da Educação em Tempo Integral na rede. “A nossa meta é caminhar para uma escola que funcione o dia todo, com atividades culturais e cursos profissionalizantes. Daí a importância de termos professores com uma carga horária de 40 horas de dedicação à escola, bem como a presença do coordenador pedagógico em todas as unidades da rede estadual”, afirmou.

Oferta – As vagas para professores são para diversas áreas do conhecimento, como por exemplo, os com licenciaturas em Ciência Biológicas, Ciências Naturais, Ciências Humanas, Ciências da Sociedade, Filosofia, Artes, Educação Física, História, Artes, licenciatura interdisciplinar em Linguagens e Códigos e suas Tecnologias, Matemática ou licenciatura interdisciplinar em Matemática e Computação e suas Tecnologias, habilitação em Química oriundo de curso superior. Para coordenador pedagógico, é preciso ter curso de Pedagogia. Tanto para professor quanto para coordenador pedagógico é exigido diploma registrado de conclusão de curso superior de graduação, conforme estabelecido no edital, devidamente registrado, fornecido por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Remuneração – Para o cargo de professor padrão P, grau IA, a remuneração inicial é constituída pelo vencimento básico no valor de R$ 2.145,36, acrescido de Gratificação de Estímulo às Atividades de Classe, no percentual de 31,18% incidente sobre o vencimento básico, no valor de R$ 668,92, perfazendo um total de  2.814,28. Para o cargo de Coordenador Pedagógico, Padrão P,  grau IA, a remuneração inicial é constituída pelo vencimento básico no valor de R$ 2.145,36, acrescido de Gratificação por Condições Especiais de Trabalho, no percentual de 34,75%, incidente sobre o vencimento básico, no valor de R$ 745,51, totalizando R$ 2.890,87.

Aplicação das Provas – O concurso terá três etapas. As provas objetivas (1ª etapa) e discursivas (2º etapa) serão aplicadas no dia 25/02/2018, para todos os cargos, no período da manhã, nas cidades de Alagoinhas, Amargosa, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Caetité, Eunápolis, Feira de Santana, Ipirá, Irecê, Itaberaba, Itabuna, Itapetinga, Jacobina, Juazeiro, Jequié, Macaúbas, Paulo Afonso, Ribeira do Pombal, Salvador, Santa Maria da Vitória, Seabra, Serrinha, Santo Antônio de Jesus, Senhor do Bonfim, Teixeira de Freitas, Valença e Vitória da Conquista. Somente será corrigida a prova discursiva dos candidatos habilitados e melhores classificados nas provas objetivas. A terceira etapa é a prova de títulos, para fins de pontuação dos candidatos habilitados na prova discursiva.

Acesse o edital completo no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br)

Secretaria da Educação do Estado realiza matrícula para os cursos do PRONATEC

 

 

 

índice

 

A Secretaria da Educação do Estado realiza, até sexta-feira (17), a matrícula para os cursos de qualificação pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC). Foram ofertadas 2.455 vagas para a capital e interior do Estado.  Para fazer a matrícula, os contemplados, via sorteio eletrônico, devem se dirigir aos Centros de Educação Profissional ou unidades compartilhadas  da rede estadual para os quais se inscreveram.

No ato da matrícula serão exigidas cópias de CPF, RG, comprovante de residência, atestado de escolaridade ou histórico escolar e comprovante de conta corrente de qualquer banco ou conta fácil do Banco do Brasil, aberta em nome do estudante. O programa prevê o pagamento de auxílio transporte e alimentação de R$ 15 por dia frequente, sendo realizado o cálculo ao final de cada mês. A aula inaugural está programada para o dia 20 de novembro.

Os cursos, da modalidade Formação Inicial e Continuada (FIC), são voltados para estudantes dos Ensinos Fundamental I e II (completo e incompleto) e Médio (completo e incompleto), além de pessoas que já fizeram outros cursos pelo PRONATEC, a exemplo de trabalhadores e mulheres em estado de vulnerabilidade.

As vagas estão distribuídas nos Centros de Educação Profissional e unidades compartilhas da rede estadual localizados nas cidades de Capim Grosso, Ipirá, Riachão do Jacuípe, Gandu, Valença, Ilhéus, Itabuna, Camaçari, Candeias, Dias D´avila, Itaparica, Lauro de Freitas, Mata de São João, Pojuca, Salvador, Juazeiro, São Domingos, Serrinha e Bom Jesus da Lapa.

Estudantes irão expor 94 obras de artes visuais na Arena Fonte Nova

índice

 

As experiências criativas dos estudantes da rede estadual retratadas em 94 obras estarão expostas na 9ª Mostra de Artes Visuais Estudantis (AVE), dentro do 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual, de 21 a 23/11, na Arena Fonte Nova, em Salvador. O Encontro será aberto ao público, das 8h às 18h, e reunirá, ao todo, mais de 4 mil estudantes dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), que irão apresentar, ainda, projetos de ciência, esporte, cultura, empreendedorismo, inovação, tecnologia e de intervenções sociais.

Pelo AVE, o público visitante poderá conferir quadros, através dos quais os alunos revelam a sua percepção de mundo – seja pela vida cultural, social, política ou religiosa – que os cerca. Este projeto tem o objetivo de estimular a criação de obras de artes visuais nos contextos escolares, assim como a va­lo­ri­zação das ex­pres­sões cul­tu­rais re­gi­o­nais, visando a am­pli­ação do co­nhe­ci­mento. Os estudantes que irão expor no Encontro Estudantil passaram por seletivas escolares e territoriais, durante o ano letivo de 2016.

A coordenadora de Projetos Intersetoriais da Secretaria da Educação do Estado, Nide Nobre, destaca o valor das obras finalistas do AVE. “Os nossos artistas apresentam autorretratos de sua vida estudantil, bem como revelam sua visão de mundo sobre tudo ao seu redor. Não há nada na natureza e na sociedade que escape da sensibilidade deles e eles apreendem o mundo em em preto e branco e em traços coloridos, mostrando a multidisciplinaridade da vida cultura e artística em pinturas que realçam temas diversos”.

Temáticas – Por caminhos distintos e usos de técnicas variadas, acrescenta a coordenadora, os estudantes, independente da linguagem artística, abordam a complexidade e a diversidade da vida cultural, retratando a beleza do mundo oriunda da natureza (o mar, os rios, o sol, as matas, as flores, as aves, as borboletas) e do cotidiano da vida social, das expressões de lugares reais e imaginários, do ambiente escolar e do mundo do conhecimento e das expressões e manifestações culturais (negros, índios, mestiços, mulher, corpo e sedução).

 

Temas como a seca do Nordeste; o desmatamento; a violência contra a mulher, a temporalidade como expressão de vida; as diferenças sociais; a importância da leitura e a liberdade, em uma releitura nas artes visuais de Navio Negreiro, em comemoração aos 170 anos de Castro Alves, entre outros tantos, estarão estampados nos quadros de autoria dos estudantes, no Nivel 6 da Arena, durante o encontro.

 

Artes visuais – Criado em 2008, o Artes Vi­suais Es­tu­dantis (AVE) trata de um pro­jeto pi­o­neiro da Secretaria da Educação do Estado, de ca­ráter edu­ca­tivo, ar­tís­tico e cul­tural, en­volvendo es­tu­dantes do 6º ano do En­sino Fun­da­mental ao 3º ano do En­sino Médio e equi­va­lentes (Edu­cação de Jo­vens e Adultos – EJA, En­sino Normal e Tec­no­ló­gico) da rede es­ta­dual, além de pro­fes­sores de Língua Por­tu­guesa, Arte e dis­ci­plinas afins, co­or­de­na­dores pe­da­gó­gicos, di­re­tores das es­colas e dos Nú­cleos Ter­ri­to­riais de Edu­cação (NTE) e téc­nicos da Se­cre­taria.

Secretaria da Educação do Estado inscreve para curso de qualificação voltado para indígenas tupinambás

 

 

índice

Pela primeira vez, os povos indígenas da etnia Tupinambá serão beneficiados com cursos de qualificação profissional ministrados na própria aldeia onde eles moram. A Secretaria da Educação do Estado formará uma turma, com 30 vagas, para o curso de Agente de Recepção e Reservas em Meios de Hospedagem, para a modalidade Formação Inicial e Continuada (FIC), através do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC).

As aulas serão realizadas no Colégio Indígena Tupinambá de Acupe de Baixo, localizado na Aldeia Indígena, em Ilhéus, na região Sul da Bahia. As vagas são dirigidas para estudantes, com idade mínima de 15 anos, do Ensino Fundamental II completo (6º ao 9º). A inscrição deve ser feita, até quarta-feira (8) pelo Portal da Educação, através do link: (www.educacao.ba.gov.br) e o preenchimento das vagas acontecerá mediante sorteio eletrônico, que será realizado no dia 10 de novembro.

O coordenador estadual de Educação Escolar Indígena, Rafael Truká, acredita que os benefícios de uma ação como esta vão além da inserção dos jovens indígenas no mundo do trabalho. “Essas competências permitirão aos indígenas gerir projetos locais de acordo com o projeto político societário de suas comunidades”, afirmou.

Outros cursos – Ao todo, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia está com inscrições abertas, até está quarta-feira (8), para 2.455 vagas de cursos de qualificação pelo PRONATEC, para a capital e interior do Estado. Dentre os cursos ofertados estão os de programador WEB, cuidador de idoso, microempreendedor individual, mestre de obras, instalador e reparador de redes de computadores, agente cultural, recreador cultural, organizador de eventos, auxiliar de laboratório de saúde, agente de recepção e reservas em meios de hospedagem, espanhol aplicado a serviços turísticos, inglês intermediário, confeiteiro, editor de vídeo, assistente financeiro, fotógrafo, maquiador e recepcionista.

Os cursos, da modalidade Formação Inicial e Continuada (FIC), são voltados para estudantes dos Ensinos Fundamental I e II (completo e incompleto) e Médio (completo e incompleto), além de pessoas que já fizeram outros cursos pelo PRONATEC, a exemplo de trabalhadores e mulheres em estado de vulnerabilidade.

As vagas estão distribuídas nos Centros de Educação Profissional e unidades compartilhas da rede estadual localizados nas cidades de Capim Grosso, Ipirá, Riachão do Jacuípe, Gandu, Valença, Ilhéus, Itabuna, Camaçari, Candeias, Dias D´avila, Itaparica, Lauro de Freitas, Mata de São João, Pojuca, Salvador, Juazeiro, São Domingos, Serrinha e Bom Jesus da Lapa. Será realizado sorteio eletrônico, no dia 10 de novembro, de acordo com o número de vagas ofertadas nas unidades da rede. O resultado será divulgado no mesmo dia no Portal da Educação.

Matrícula – A matrícula será realizada no período de 13 a 17 de novembro, na unidade de ensino para o qual o estudante se inscreveu e concorreu à vaga. No ato da matrícula serão exigidas cópias de CPF, RG, comprovante de residência, atestado de escolaridade ou histórico escolar e comprovante de conta corrente de qualquer banco ou conta fácil do Banco do Brasil, aberta em nome do estudante. O programa prevê o pagamento de auxílio transporte e alimentação de R$ 15 por dia frequente, sendo realizado o cálculo ao final de cada mês. As aulas inaugurais serão no dia 20 de novembro nas unidades ofertantes.